#Poa_Inquieta_Saudavel na Band 94,9 FM

O coletivo #Poa_Inquieta_Saudavel ganhou um espaço especial de divulgação na Radio Bandeirantes 94,9 FM. O programa de hoje, apresentado pelos jornalistas André Machado e Fernanda Zaffari, foi transmitido diretamente do Banco de Sangue do Hospital Divina Providência com uma bela pauta sobre doação de sangue e cuidados com a saúde no verão.

O #Poa_Inquieta_Saudavel é um coletivo que busca articular de ações de Promoção de Saúde e Qualidade de Vida em Porto Alegre. Para isto, está fazendo um chamado a todos aqueles que se interessam e/ou se interessam pelo tema. Haverá um encontro presencial (gratuito) de lançamento oficial deste movimento na próxima Segunda-feira, dia 26 de Novembro, das 19h às 21h. Informações e link para inscrições: https://bit.ly/2DwEfUL .

Ouça aqui a participação de Dami Carvalho falando sobre o #Poa_Inquieta_Saudavel na Band 94,9 FM.

 

SnapseedIMG_0267IMG_1280

Capacitação Líder-Coach 4ª Edição

Foi finalizada no dia 06/11 a 4ª turma da Capacitação Líder-Coach – O Líder de Alta Performance, ministrada pelos coaches Rivelino Cabreira e Dami Carvalho. A turma participante garantiu uma importante troca de conhecimentos.

Um líder com habilidades e competências de coaching e comunicação promove qualidade de vida entre sua equipe e potencializa os resultados do negócio! #lidercoach #saúdecorporativa

Próximas turmas serão divulgadas em breve!

turma 4 - 001

Palestra Emoções e Saúde, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, tem 2ª Edição

Você sabia que nosso estado emocional impacta diretamente na nossa saúde? Foi o tema da palestra ministrada por Dami Carvalho, em sua segunda edição, para a equipe do SADT do Hospital de Clinicas de Porto Alegre, ao lado da coach @julianalimahoppe.

Compartilhamos com vocês algumas das reflexões propostas no evento:

▶️Que tipo de situação ou comportamento alheio me faz perder o controle emocional?
▶️Com que frequência isto acontece?
▶️Como as pessoas definem meu controle emocional?
▶️Sobre qual sentimento eu gostaria de ter mais controle?
▶️O que posso fazer para ter mais consciência sobre estes momentos?
▶️O que posso fazer para aumentar meu controle emocional?

Palestra HCPA

Qualidade de Vida no primeiro Grupo de Gestão de Pessoas de 2018

card-7Com o tema “Relacionamentos Interpessoais e Qualidade de Vida”, acontece no dia 18/01 a primeira edição de 2018 do Grupo de Gestão de Pessoas do SEPRORGS. O evento ocorrerá das 16h às 17h30, no Auditório do SEPRORGS. A palestra será ministrada por Dami Carvalho, coach de Vida e Saúde, mestre em Saúde Coletiva pela UFRGS. Carvalho é bacharel em Comunicação Social pela UNISINOS e tem mais de 15 anos de experiência profissional, tendo atuado em empresas de comunicação e tecnologia, sempre focando em resultados e no relacionamento com equipes e clientes. Nos últimos cinco anos, se dedica a pesquisas e projetos nas áreas de comunicação, educação e promoção da saúde. Atualmente, por meio do coaching, apoia pessoas a traçarem e implementarem estratégias de melhorias dos níveis de satisfação com qualidade de vida pessoal e profissional.

Fonte: Divulgação SEPRORGS

Diabetes, comportamentos e qualidade de vida

diabetes glucose medidor Michaela Kobyakov.jpgPor Dami Carvalho, Coach de Vida e Saúde, Mestre em Saúde Coletiva pela UFRGS.

Hoje, dia 14 de Novembro, acontece o Dia Mundial do Diabetes. No Brasil, dos 14 milhões de diabéticos, 1/3 não sabe que possui a doença (fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes). Sendo uma doença crônica, de longa duração, o Diabetes acompanha o indivíduo por anos e anos em sua vida, demandando cuidado constante e mudanças de comportamento e estilo de vida. Exige alimentação saudável, prática de atividades físicas e acompanhamento médico, etc. Mas como modificar estes hábitos em função de uma doença silenciosa, quando a correria do dia-a-dia parece trazer outros problemas mais urgentes para serem resolvidos?

Apesar da doença surgir desta forma silenciosa é importante pensar no longo prazo, quando o Diabetes trará grandes consequências se não forem estabelecidas estratégias de enfrentamento. Planejar a saúde com o apoio de um processo de coaching é uma maneira de enxergar esta situação com mais clareza e conseguir modificar comportamentos que até então parecem imutáveis. Tudo por um propósito maior: sua saúde e qualidade de vida hoje e no futuro. Pense em sua liberdade e autonomia para realizar as tarefas do dia-a-dia na velhice e, principalmente, na sua presença de qualidade junto à família,  filhos, amigos…

O processo de coaching é um trabalho no qual o profissional Coach ajuda o paciente (coachee) a visualizar sua saúde de uma maneira ampliada para, a partir de então, desenvolver a habilidade de administrá-la da melhor forma, dentro das condições possíveis. Importante ressaltar que o Coach não substitui o médico ou outro profissional da saúde, ele complementa este time multidisciplinar desempenhando uma função específica: apoiar o processo de autoconhecimento do paciente sobre sua vida e saúde e sua capacidade de gerenciamento da mesma através da mudança e/ou implementação de novos comportamentos, hábitos e estratégias de estilo de vida.

Estas mudanças vão se consolidando à medida em que o paciente vai tendo mais consciência sobre seus valores pessoais, seu propósito de vida, seu nível de satisfação nas diferentes áreas (pessoal, profissional, financeira, saúde, relacionamentos, lazer, etc) e ele próprio vai definindo suas prioridades e objetivos a serem atingidos em cada uma delas. Quando estas áreas estão em equilíbrio já é possível perceber um aumento na qualidade de vida, mesmo tendo o diagnóstico de uma doença crônica como o Diabetes, pois saúde é “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de doenças” (OMS).

Gostou deste artigo? Compartilhe ou envie seus comentários para dami.carvalho@outlook.com

 

 

 

Metas, resultados e o Coaching de Vida.

por Dami Carvalho, Coach de Vida e Saúde. Mestre em Saúde Coletiva pela UFRGS.

fullsizerender.jpgPor que se fala tanto em metas e resultados quando se fala em coaching? Você pode imaginar que estes termos sejam mais restritos aos ambientes de empresas, negócios e questões profissionais, mas na realidade todos nós, em nossa vida pessoal, também temos – ou deveríamos ter – metas e resultados desejados.
Por que, então, nem sempre pensamos assim?

É bem comum, na noite do dia 31 de dezembro, que façamos os tradicionais pedidos de Ano Novo, geralmente pulando sete ondinhas ou comendo lentilhas. Pedimos paz, saúde, prosperidade… além de pedir também para emagrecer dez quilos, encontrar um grande amor, comprar um carro novo e dobrar nosso salário. Cada um destes pedidos tem, inclusive, uma cor de roupa específica que faria tudo se realizar. Superstições à parte, por que a maioria deles não se torna realidade?

Os motivos são diversos, mas um deles está justamente na forma como não fazemos isto. Para quem exatamente direcionamos estes pedidos? Muitas vezes para o universo, como se o real responsável por atingir e concretizar tudo isso fosse algum outro ente superior que deveria nos atender, que não nós mesmos. Outra razão é que, de maneira geral, esta lista de desejos acaba ficando no campo das ideias e não se transforma em nada concreto. Para que as coisas realmente aconteçam, você precisa transformar estes pedidos em metas, as quais possuem características que devem ser consideradas: devem ser claras, devem ter prazo, devem ser possíveis de realizar neste prazo desejado, devem ser mensuráveis (ou seja, como você saberá que as atingiu?) e devem ter um responsável (neste caso, você).

Por esta razão, o coaching de vida utiliza estes termos ‘metas’ e ‘resultados’ nestas demandas pessoais. Porque não se trata de milagre, pensamento positivo ou motivação – que em si não são coisas ruins, mas sozinhas não resolvem tudo. Realizar estes sonhos exige mais do que isto, exige autoconhecimento, comprometimento e muita atitude. O profissional Coach, através de ferramentas e técnicas específicas, lhe dá o suporte apropriado para a organização destes objetivos de maneira estruturada para que aconteça aquilo que você quer.

O processo de coaching lhe apoia em três grandes pilares: em primeiro lugar, o do autoconhecimento, fazendo com que você reflita e reconheça quais são seus valores, seu perfil comportamental, suas habilidades e competências, seus pontos fortes e pontos de melhorias, entre outros. O segundo pilar é o do planejamento e estabelecimento dos resultados desejados, da análise de todas as áreas de sua vida e a priorização de qual demanda atender primeiro, junto com um plano de ação detalhado para cada etapa que você estabelecer. Por fim, a execução deste plano na prática, o cumprimento das tarefas no dia-a-dia (ou semanas, ou meses) e finalmente a tão desejada realização das suas metas – ou, se preferir, seus “pedidos alcançados”!

Se você gostou deste artigo, compartilhe com alguém especial! Para agendar uma sessão de coaching, online ou presencial, entre em contato clicando aqui.

7 frases que indicam se você precisa tomar uma decisão.

por Dami Carvalho*

  1. “Agora é o momento de transformar urgentemente uma área da minha vida.”
  2. “Gostaria de criar um planejamento de vida para os meus próximo cinco anos.”
  3. “Preciso fazer uma mudança e avançar na minha carreira profissional.”
  4. “Necessito resolver certas situações e problemas para dar continuidade a projetos importantes.”
  5. “Tenho vontade de tornar-me uma pessoa pronta para as oportunidades e capaz de encontrar as soluções para os problemas que aparecem.”
  6. “Preciso voltar a estudar para desenvolver minha carreira profissional.”
  7. “Gostaria de passar por um processo de autoconhecimento para tomada de decisões mais eficazes e, assim, ser mais feliz.”

Identificou-se com alguma destas frases? Se a resposta foi sim, tudo indica que você está passando ou passará, em breve, por um processo de tomada de decisão. Em casos como estes, fazer a melhor escolha tem a capacidade de levá-lo ao próximo nível de sucesso e satisfação em sua vida.

Desde o momento em que acordamos tomamos decisões, sejam elas pequenas ou grandes. Levantar agora ou ativar a função soneca? Almoçar com os colegas de trabalho ou ir à academia? Trocar de emprego, tirar um ano sabático ou abrir minha empresa? São exemplos de decisões que fazemos, diariamente, o tempo todo. Algumas influenciam mais ou menos nossa produtividade e até mesmo os caminhos trilhados em nossas vidas, o importante é saber em quais devemos gastar mais ou menos nosso tempo e energia.

Nossas escolhas são baseadas, entre outras coisas, em nossos valores e necessidades. Ter uma visão mais clara sobre as perdas e ganhos que cada alternativa oferece nos ajuda a tomar decisões mais eficazes e aumentar nossos desempenho na vida pessoal e profissional.

Tomada de Decisão será o tema da palestra ministrada pela coach Dami Carvalho, dia 25/08, das 13h às 14h, no Farol Coworking em Porto Alegre. Inscrições pelo link http://www.damicarvalho.com/palestra .

*Dami Carvalho é Coach de Vida e Saúde, Publicitária pela Unisinos e Mestre em Saúde Coletiva pela UFRGS.

Palestra: Tomada de Decisão

TomadaDedecisao

 

Trocar de emprego, tirar um ano sabático ou abrir a própria empresa? Otimizar processos de escolha aumenta sua produtividade na vida pessoal e profissional. Venha aprender a identificar alternativas e definir o melhor foco para seus objetivos.

Contexto do tema e importância do conteúdo para formação profissional:
Otimização do processo de tomada de decisão como ferramenta para aumentar a produtividade e o equilíbrio nas diferentes áreas da vida pessoal e profissional.

Cronograma*:
12h40 credenciamento
12h45 momento networking – troca de cartões
13h início da palestra
14h visitação ao Farol (facultativo)

*Será fornecido certificado de participação.
Em caso de não recebimento, entre em contato com: eventos@farolcoworking.com.br.

Programação:
O que são decisões e quais suas importâncias?
Grandes decisões X escolhas do dia-a-dia.
Habilidades para a tomada de decisão.

Objetivos do encontro:
– Estimular a reflexão e a ampliação de horizontes sobre os processos envolvidos nas tomadas de decisões pessoais e profissionais visando aumento de produtividade e equilíbrio.
– Instrumentalizar os participantes com ferramentas práticas para a tomada de decisão.

Público-alvo da capacitação:
Profissionais e estudantes de diferentes áreas de conhecimento que desejam aprimorar habilidades de tomada de decisão.